Pesquisa visual: influência do marketing à experiência do cliente

Os impactos da pesquisa visual no marketing

Não restam dúvidas de que a pesquisa visual está se tornando uma tendência mundial rapidamente. É uma vertente da tecnologia que tem muito a acrescentar aos negócios, especialmente quando falamos em e-commerce e omnicanalidade.

Vamos ver como a tecnologia pode ajudar os profissionais da área de conquistar diferencial competitivo?

Um artigo da eConsultancy lista quatro benefícios da pesquisa visual aplicada às ações e estratégias de marketing:

01. Personalização da experiência do consumidor

Não tenha dúvidas: toda e qualquer ação de marketing deve ter o cliente no centro das operações. Essa é uma tendência mundial inegável e aqueles que conseguiram aplicar a ideia às suas campanhas, certamente estão colhendo bons frutos.

Independentemente do que você estiver planejando para o departamento de marketing, a personalização da experiência do cliente deve ser a pauta central. Essa é uma das grandes vantagens da pesquisa visual: ela torna as coisas mais fáceis para os usuários, que obtêm respostas precisas em tempo real.

E não é só apenas “comprar com um clique”. São muitos os desafios para criar uma boa experiência de consumo.

Envolve toda a jornada de compra, desde o início, mesmo quando o cliente ainda não sabe se deseja adquirir algum produto ou serviço. A pesquisa visual transforma o processo de descoberta. Recomenda itens com base em buscas anteriores, analisa preferências pessoais para sugerir peças com maiores chances de conversão e trabalha esse engajamento entre usuário e marca, consequentemente agregando valor.

02. Uso inteligente das redes sociais

Muitas empresas já fazem o monitoramento do que é dito sobre elas nas redes sociais através de um processo chamado “social listening”. No entanto, quando passamos a considerar a pesquisa visual, é possível obter uma visão muito mais ampla sobre o que está acontecendo online.

O post revela que “plataformas de social listening podem acessar e entender os momentos de consumo – que fazem referência ao contexto no qual produtos estão sendo usados, e os sentimentos das pessoas envolvidas. Ao fazer essa análise, profissionais de marketing têm insights sobre consumidores, tendências e oportunidades.”

Os autores dão o exemplo da Starbucks, que fez uma pesquisa do próprio logo e descobriu várias imagens de cachorros “tomando” seus cafés. Não fosse a tecnologia ou a curiosidade dos marketeiros responsáveis, a marca certamente nem estaria ciente sobre o fenômeno, perdendo oportunidades de campanhas destinadas aos donos desses cães.

03. Acesso às principais tendências

Acompanhar o que acontece nas redes sociais é tanto uma maneira de saber como as pessoas utilizam sua marca quanto seus desejos e expectativas.

O Instagram, por exemplo, conta com análises de imagens “que determinam as cores mais populares e desejadas do momento. Com este insight, varejistas enxergam gaps em suas linhas de produtos e podem até mesmo alterar designs das coleções futuras” para atender essa nova demanda que se apresentou.

Ou seja, a pesquisa visual pode antecipar tendências e prevenir a insistência no erro, fazendo com que as organizações consigam corrigir falhas e suprir expectativas muito mais rapidamente – uma forma de abordagem com foco no cliente, adaptável sempre que houver necessidade.

04. Parcerias estratégicas

Quando falamos em influenciadores digitais, logo pensamos que o que realmente importa é o número de seguidores ou hashtags publicadas. No entanto, a pesquisa visual consegue aprofundar essa conexão entre marca e parceiros.

“O reconhecimento por imagem pode ser usado para analisar o sentimento geral do influenciador (como os tipos de coisas com as quais se importam), bem como o engajamento em tempo real. Além de economizar tempo e dinheiro, a tecnologia também pode ajudar na descoberta de pessoas que antes passariam despercebidas.”

É um jeito mais justo e assertivo de fazer uma seleção de parcerias que podem contribuir estrategicamente com a empresa.

Por fim, não poderíamos finalizar este texto sem abordar algumas dicas sobre como tornar a pesquisa visual mais eficiente. Afinal de contas, a tecnologia existe e, como você pode perceber, é uma promessa forte para os próximos anos.

 

Fonte: pt.semrush.com