Como investir em marketing nas pequenas empresas?

O trabalho na área de marketing nem sempre é visto como um esforço que traz lucros imediatos, mas sim como um custo a mais para as contas da empresa. Infelizmente.

Já para uma empresa que está em seus primeiros anos de existência, a chance de os investimentos em marketing terem espaço dentro da organização é ainda menor. O que, fatalmente, poderá ser um dos fatores de insucesso caso o negócio não deslanche, juntamente com os problemas de administração característicos das organizações menores e com pouca experiência de mercado.

Como investir em marketing nas pequenas empresas?Porém, nem sempre são necessários investimentos altos em marketing. Se sua empresa conhece bem seu público-alvo e dedica parte preciosa do seu tempo a planejar suas estratégias de comunicação e marketing o sucesso do negócio virá com o tempo, sem grandes investimentos.

A atividade de marketing em uma empresa de pequeno porte deve ser estruturada e estrategicamente pensada, ainda que a concentração das ações esteja somente no empresário, inicialmente. Para isso, um plano de marketing bem orientado ajudará a nortear as atividades de sua empresa.

Mas quais atividades são mais indicadas para as pequenas empresas? Tudo dependerá dos hábitos de consumo de seu público-alvo, suas preferências e carcaterísticas únicas. Mas, independente destes aspectos, algumas ações podem ser levadas em consideração, como:

– Faça pesquisas

Antes mesmo de abrir uma empresa, é preciso conhecer todo o mercado onde se deseja atuar. Cada vez que surge a idéia de um novo produto/serviço, deve-se estudar minuciosamente se esta é a melhor opção frente às necessidades do consumidor e o que a situação atual do mercado demonstra. É importante, também, mensurar os resultados obtidos, pois uma pesquisa de mercado deve nortear todas as ações que serão tomadas a seguir.

– Utilize a internet

A internet é um meio de comunicação com investimento relativamente baixo frente a outros meios utilizados como esforço de marketing. Seu crescimento tem causado muito impacto no modo de consumo das pessoas, e a tendência é que isso se espalhe e cresça ainda mais. Além disso, este meio pode ser utilizado em diversas etapas do seu negócio como: prospecção, divulgação da marca, pré-venda, pós-venda etc.

Construa um site voltado para o seu cliente, e se optar por usar serviços de mídias sociais e blogs gratuitos existentes (Facebook, Twitter, WordPress, etc), não se esqueça que este tipo de ação obrigatoriamente tem que gerar um retorno por parte do cliente, uma interação, senão se torna algo frio e sem envolvimento. Lembre-se que ter muitos “seguidores” e “fãs” não significa necessariamente que seu negócio está deslanchando. Atraia o seu público-alvo, pois é desta forma que suas vendas aumentarão. O bom relacionamento com os clientes deve ser o pensamento primordial e sua resposta a ele, frente aos canais de comunicação escolhidos, deve ser pronta e eficiente, sem delongas.

O e-mail marketing podem lhe ajudar a divulgar seus novos produtos, sua participação em um evento do setor e comunicar tudo que sua empresa precisa dizer. Não envie e-mails demais no mesmo dia, isso pode gerar desconforto ao cliente, que automaticamente pensará se tratar de práticas indesejáveis (spam).

– Imagem corporativa

Para vender seus novos produtos – que ainda têm sua qualidade desconhecida do mercado – é muito importante que a imagem corporativa transmita confiabilidade aos clientes. Investimentos em detalhes como logotipo, slogan, embalagem, envelopes e papéis timbrados da empresa devem ser encarados como um esforço de marketing, pois eles serão percebidos pelos clientes e influenciarão em sua decisão de compra.

– Relacionamento e parcerias

É muito importante que você faça parcerias e tenha um bom relacionamento com as empresas do seu meio de atuação – principalmente, com os veículos que divulgam as notícias do setor, como revistas, sites e jornais. A empresa é nova e precisa de reconhecimento, portanto, conquistar seus contatos é premissa para trocas eficientes. Ter um bom relacionamento com aliados facilita que o nome de sua empresa possa ser disseminado por estas parcerias de forma interessante para o seu negócio.

Para isso, freqüente eventos do seu segmento de atuação e faça contatos duradouros – boas práticas de networking devem ser levadas em consideração – que proporcionem parcerias de valor para ambas as partes. O importante é mostrar onde você pode contribuir com o negócio do parceiro, em troca da tão prestigiada colaboração por parte dele. Afinal, divulgação positiva é o que sua empresa precisa para associar a marca a um bom negócio.

(Por: Bruna Brazão, formada em Gestão em Marketing pela faculdade IBTA – Grupo IBMEC / sobreadministracao.com)