Esqueça os preconceitos: descubra por que dar uma chance para o Pinterest!

O que é o Pinterest?

O Pinterest nada mais é que uma rede social centrada no compartilhamento de imagens que permite que usuários capturem fotos ou links diretamente da internet para construir quadros de interesse.

A rede se autodenomina como um “catálogo mundial de ideias”, e essa é a descrição perfeita para entendermos como funciona sua dinâmica.

O Pinterest foi criado nos Estados Unidos em meados de 2010 e, em 2011, já tinha sido nomeada como um dos melhores websites pela revista Time, alcançando, hoje em dia, a marca dos 100 milhões de usuários ativos.

Aqui no Brasil, porém, o Pinterest demorou um tanto mais para fazer sucesso, mas, hoje em dia, já é uma das principais alternativas de marketing para segmentos como moda, maquiagem, artesanato e decoração.

A rede é usada, principalmente, para gerenciar e classificar imagens, chamadas “pins”, em pastas (também chamadas de pinboards) divididas por assuntos, e então compartilhadas nas suas principais redes, exatamente como uma barra de favoritos visual.

Com cerca de 80% dos usuários da rede sendo do sexo feminino, já dá para imaginar como essa ferramenta é valiosa para negócios que atuem com esse público, não é mesmo?

Como usar o Pinterest?

Separamos abaixo um pequeno tutorial para você aprender como aproveitar ao máximo todo o potencial do Pinterest.

Acesse o site e utilize a tela principal para criar o seu cadastro.

Você pode escolher integrar sua conta com a do Facebook, facilitando o login e já adicionando os seus amigos à sua rede.

No processo de cadastramento a rede pedirá que você selecione os seus principais interesses a partir de uma lista pré-montada.

Esse passo é fundamental para começar no Pinterest, uma vez que ajudará a classificar melhor o tipo de conteúdo que será sugerido para o seu usuário.

Assim que o cadastro for finalizado, você já pode começar a montar suas pastas e pins de interesse.

Na barra de busca principal, basta digitar as tags do tipo de pasta que você quer montar.

Digamos que você tenha interesse em descobrir mais sobre o universo do marketing de conteúdo. Para isso, digite “marketing de conteúdo” na barra e aperte enter.

Logo em seguida o Pinterest deve trazer os principais resultados para a busca.

O critério de classificação aqui é um tanto menos complexo que o do Google, mas leva em consideração popularidade do Pin, visualizações e marcações feitas por outros usuários, relevância com a palavra chave, possibilidade de estar na pasta de algum contato seu e, por fim, a origem do pin.

Colocando o mouse sobre a imagem (ou “pin”) de seu interesse, aparecem alguns botões como o “enviar” (símbolo de um avião de papel), “Curtir” (símbolo de coração) e o “salvar”.

Na primeira opção, você pode escolher enviar o Pin diretamente para algum usuário já adicionado na sua rede ou mesmo compartilhar no Facebook e Twitter.

Curtir apenas envia uma notificação para o usuário criador do pin e registra na sua rede que é esse tipo de conteúdo no qual você tem interesse.

O último botão, “salvar”, é provavelmente o mais importante no Pinterest, uma vez que permitirá que você efetivamente salve as imagens e as adicione em pastas (ou pinboards) próprias.

Experimente clicar no botão e observe a tela que se abrirá. Aqui você selecionar a pasta de origem para esse tipo de conteúdo.

Caso você não tenha uma pasta específica para marketing de conteúdo, clique no símbolo vermelho na parte inferior da tela e selecione “Criar Pasta”.

Digite o nome desejado para essa coleção e clique em “criar” no canto inferior direito.

E agora é só repetir o passo para adicionar novos pins a essa pasta. Observe que, quando clicar na opção de salvar sobre uma imagem que curtiu, você pode já selecionar a pasta destino e fazer a categorização instantânea.

Pinterest para empresas

O Pinterest ainda está longe de ter a popularidade do Facebook ou do Instagram, mas é um nicho importantíssimo para diversos segmentos do mercado.

Caso você tenha uma conta pessoal, como ensinamos a montar acima, é importante buscar agora o upgrade para a conta corporativa.

O processo é rápido e bastante simples, e garante algumas vantagens voltadas exclusivamente para negócios, como o Pinterest Analytics, uma poderosa ferramenta para avaliar os dados de acesso e uso de seu conteúdo, garantindo insights sobre o seu público e como ele faz uso do seu material.

O Analytics inclui:

  • Quais conteúdos vêm sendo linkados diretamente de seu site;
  • Visitantes únicos;
  • Quais Pins estão recebendo mais compartilhamentos;
  • Dados de acesso mobile e desktop e como isso afeta a sua performance;
  • Quantos usuários estão chegando ao seu site pelo Pinterest;
  • Análise estatística em dado período de tempo.

Não só isso, uma conta corporativa inclui também algumas variações na hora de montar os seus pins, como a exibição de preços, quantidade disponível do material em estoque e interatividade com exibições geolocalizadas.

É importante lembrar que, no Pinterest, as regras para adaptação de conteúdo para sua persona também valem. Conhecer o seu nicho e saber se aproximar dele com a linguagem correta garantes pontos positivos na hora de converter os usuários com o máximo de eficiência.

A Universidade de Minnesota publicou um estudo recente a respeito dos tipos de públicos e os conteúdos mais populares na rede, e isso inclui: culinária, DIY, decoração, moda, casamentos, design, beleza e conteúdo infantil.

No marketing, o Pinterest torna-se uma vitrine virtual, podendo exibir produtos de maneira rápida e organizada, mas lembre-se de que você estará sempre competindo com outros pinboards tão ou mais eficientes quanto o seu.

Por isso, esteja atento à melhor maneira de apresentar o seu produto e serviço e entenda como é possível trazer um conteúdo que perpasse por essas categorias sem perder a essência do seu negócio.

 

 

Fonte: marketingdeconteudo.com