Dicas para fazer um bom e-mail marketing

A internet se tornou um instrumento poderoso – e praticamente necessário – para toda e qualquer empresa que deseja ser conhecida e tenha sua imagem construída frente ao público. As ferramentas oferecidas pela internet promovem uma grande possibilidade de interação e relacionamento entre empresas e consumidores – mas nem todos a utilizam da melhor maneira.

Uma das melhores ferramentas existentes hoje no mercado é o e-mail marketing – e percebo que ele é extremamente subvalorizado. Para aqueles que não sabem, o e-mail marketing, quando bem utilizado, pode ajudar na receita final da empresa, conquistando novos clientes e fidelizando aqueles que já fazem parte do público da instituição, – e os números provam isso: segundo pesquisa da Associação Brasileira de Marketing Direto (ABEMD) feita em 2013, o e-mail Marketing é responsável por 10% dos negócios fechados para 50% das empresas que utilizam essa ferramenta para contato com o cliente. Em sua maioria, as empresas usam o canal para promoções (36%), vendas (33%) e ações de relacionamento (31%).

Porém, para que o resultado do e-mail marketing seja positivo é preciso saber como fazê-lo – e são algumas dessas dicas que eu ofereço aqui:

1. Preste atenção na sua lista de contatos do e-mail: não adianta ter uma lista muito grande se os nomes ali presentes não forem relevantes.

2. Ofereça links para a pessoa se descadastrar do e-mail marketing: em todos os e-mails que enviar disponibilize um link para descadastramento, quando isso não é feito, a sua empresa corre o risco de ficar associada ao desrespeito e à prática de spam.

3. Escolha uma boa frequência para enviar os e-mails: e-mails quinzenais ou no máximo semanais são o suficiente – a não ser que haja um assunto mais “urgente”. O excesso de e-mails pode criar uma imagem negativa para a empresa.

4. Assuntos pertinentes: envie por e-mail apenas aquilo que for realmente relevante. Não perca credibilidade com seus clientes.

5. Abra um canal de resposta: possibilite a troca de informações e a maior interação, seja por e-mail, site, blog, telefone, etc.

6. Objetividade: escolha títulos e mensagens curtas, claras e objetivas.

7. Preste atenção no tamanho dos arquivos: de nada adianta mandar imagens ou anexos pesados. Caso queira disponibilizar arquivos grandes para o destinatário, uma boa opção é gerar um link que conduza diretamente a eles.

8. Formas de envio do e-mail: invista nisso. Existem empresas especializadas em envio de e-mail marketing. Pesquise e encontre um bom plano para você.

9. Analise o retorno: e-mail marketing não é só divulgação, e sim um método de conhecer o cliente e suas preferências. Meça os retornos, a taxa de e-mails abertos, quais assuntos renderam mais, etc. Resumindo: utilize os dados e informações a seu favor.

Por Felipe Pereira, atua com projetos digitais desde 1997 e com educação desde 2001. É graduado em Ciência da Computação pelo CIn/UFPE, mestre e doutorando em Administração no PROPAD/UFPE.  | Foto: Divulgação.