Como ser encontrado na internet e aumentar vendas online em seu ecommerce

Entenda como funciona o “prosumidor” e o processo de busca na internet

O consumidor de hoje é chamado por alguns teóricos de “prosumidor”. Ele consome inúmeras informações online, ou seja, pesquisa tudo sobre o que deseja. É o prosumidor, que vai atrás da marca e produto. Se ele quer um carro, celular ou mesa de jantar, ele vai buscar anúncios, dados, mensagens, referências e conhecimento sobre isso. Nesse processo o prosumidor também produz informações relacionadas ao seu comportamento durante a pesquisa.

Ele faz uma varredura de dados para entender como o produto ou serviço que ele deseja funciona e quem oferece a melhor opção. O consumidor de agora realiza multitarefas. Então sua atenção é curta: ele só vai se interessar por uma informação ou produto que realmente esteja de acordo com sua necessidade e desejo.

Como ele faz essa pesquisa? Direto nos buscadores de pesquisa como Google, Yahoo!, Bing, entre outros. Você mesmo já deve ter feito isso no Google, ao digitar a palavra de um determinado produto com o objetivo de obter informações para finalmente comprar.

Esses buscadores têm algoritmos que analisam e indexam os sites e suas informações. Quando você busca por uma palavra-chave, o buscador mostra sites e blogs com mais relevância, que forneçam informações e conhecimentos úteis. Então, lista os melhores na primeira página.

A era da infobesidade

De acordo com Fátima Hassan Caldeira, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) vivemos um período chamado de infobesidade. E, nesse contexto, para que servem os buscadores?

A expansão e multiplicação de conteúdos e informações é algo imenso. Nenhum ser humano seria capaz de selecionar quais os melhores, pois levaria uma eternidade. Por isso é tão importante um mecanismo de busca para filtrar e validar a informação.

Como os buscadores selecionam as melhores informações?

Uma boa analogia é a lei da natureza: os mais fortes sobrevivem. As melhores informações são selecionadas e apresentadas ao usuário. No caso da gigante Google, que tem mais de 3 bilhões de pesquisas por dia, essa apuração possui diversos fatores, como a experiência do cliente.

O Google analisa a quantidade de acessos da página, blog ou site, os cliques em seus links internos, o tempo que o usuário navegou e, principalmente, se ele comprou, adquiriu ou leu seu conteúdo.

Os buscadores querem oferecer a melhor opção ao usuário. Depois de analisar todos os dados relacionado à busca (informação/produto) feito pelo prosumidor (consumidor), ele lista os que têm maior autoridade e relevância sobre determinada pesquisa.

Se o seu site for a melhor opção para a informação que o prosumidor quer, os buscadores irão colocá-lo na primeira página de pesquisa, no topo, acima de todas as outras informações. Isso pode aumentar as suas vendas online, fazendo seu site ganhar cada vez mais autoridade. Mais autoridade, mais visibilidade, mais relevância e, consequentemente, mais acessos.

 

 

Fonte: resultadosdigitais.com.br