Como definir o preço de um produto digital?

Confira as dicas para definir o preço de um produto digital

Como você já deve ter percebido, o mercado digital apresenta um fluxo de produtos muito alto e com isso, obriga os produtores a trabalharem com preços atraentes e flexíveis para que a conversão em vendas possa ocorrer da melhor maneira possível, sempre com um fluxo alto.

Pensando nisso, separamos 3 dicas que poderão lhe ajudar nessa definição, pois seguem os preceitos básicos.

Conheça quais são!

1 – O público dará a pista do preço

De nada vai adiantar trabalhar um produto de ticket alto, se o seu público alvo não tem valor aquisitivo para tal, compreende? No entanto, trabalhar um valor muito baixo para um público do mercado de luxo, transmite a impressão de que é algo de poucos valor.

Consegue perceber como é uma linha tênue entre elevar demais o valor do produto ou abaixar tanto que ele acaba perdendo o valor? Pois então, você precisará descobrir quem são essas pessoas, quais seus hábito, poder de compra, classe econômica, as formas que se sentem mais a vontade para comprar, os métodos de pagamento mais utilizados e o que mais puder te dar uma direção.

Com essas informações em mãos, ficará mais fácil criar a persona de seu negócio e assim, oferecer um valor condizente com o seu mercado.

2 – Valor da marca

Por que você acha que o consumidor pagam tão caros por marcas como Apple, Nike, Addicas, Zara, entre outras famosas no mercado e não apostam tanto em marcas menos conhecidas?

Muitas vezes não é nem pela qualidade do produto, pois muitos são de igual ou até superior, porém não conseguem se posicionar no mercado como as referência e com isso, o consumidor não valoriza essa marca.

Será preciso atribuir valor a sua marca, deixando bem nítido quais são os seus diferenciais, o que você tem de melhor para oferecer que seus concorrentes não tem, como você pode ajudar seu público e demais ações que lhe deem destaque, pois será dessa forma que sua marca conseguirá ser valorizada.

Quando o seu público alvo perceber o quão bom você é, você poderá elevar o seu ticket médio que eles pagaram da mesma forma.

3 – Conheça seu concorrente

Analisar criteriosamente quem são seus concorrentes te dará uma gama de possibilidades muito maiores, por exemplo, trabalhar produtos com preços menores, lhe garantido uma vantagem competitiva muito mais interessante.

Então, vá buscar entender quem são eles, como eles oferecem seus produtos ou serviços, quais são as estratégias para impactar e o que mais de informação você puder descobrir, assim você terá mais chances de ter destaque no mercado, fazendo com que os usuários comprem de você e não de seu concorrente.

 

 

Fonte: mestredoadwords.com.br