Snapchat está preparando IPO

Snapchat está preparando IPO –  oferta pública de ações (IPO) para o primeiro trimestre do próximo ano.

A empresa, que recentemente mudou seu nome para Snap, já está cuidando dos documentos necessários. Fatores que vão desde o resultado das eleições americanas até a saúde econômica chinesa poderão influenciar na antecipação da data, segundo fontes do AdAge.

A rede social, conhecida pelo compartilhamento de textos e fotos instantâneos, poderia chegar a um valor de mercado de US$ 25 bilhões. Partindo do fato de que o Snapchat terá menos de US$ 1 bilhão em receita este ano, será provável que o aplicativo apresente seu prospecto de negócio confidencialmente. A empresa já contratou financeiras para planejarem o IPO. A empresa não comentou o caso oficialmente.

Fazia mais de um ano que o mercado americano de ações não era agitado por uma empresa de tecnologia. A última foi em novembro de 2015, quando o Match Group, potência de namoro on-line, dona do Match.com e Tinder, foi a público numa avaliação de US$ 2,9 bilhões. O Snapchat seria, portanto, a maior oferta pública de uma tech company nos EUA desde o Alibaba Group Holding, listada em setembro de 2014 por US$ 231 bilhões.

No ano passado, o  Snapchat gerou receita de US$ 59 milhões. A empresa projeta um aumento de quatro vezes este valor neste ano.

Novas ferramentas a anunciantes

O Snapchat também anunciou um novo recurso que impulsiona mensagens pessoais e reduz a visibilidade de publishers por meio da ferramenta Discover. Agora, esses canais aparecerão abaixo do feed de mensagens pessoais dos usuários.

“Eu acho que os veículos vão se sentir abandonados no início”, disse Jill Sherman, chefe do social a DigitasLBi. “Mas eventualmente eles vão reconhecer que as pessoas que gastam mais tempo no aplicativo do Snapchat são a chave para o seu sucesso também. Se os usuários gastam menos tempo no Snapchat porque a experiência do usuário é falha, ou se não estão vendo coisas que importam para eles, todos podem perder.”

O fato é que publishers ganham dinheiro com o Discover — eles dividem a receita com Snapchat –, vendendo anúncios em meio a seus vídeos e artigos. Mas o atual redesenho colocou as mensagens pessoais como foco principal do aplicativo. As pessoas vão ver as mensagens dos seus amigos no topo da página de mensagens e o Discover na parte inferior.

Fonte: www.meioemensagem.com.br