Os M’s do marketing

Os M’s do marketing: basicamente, há 4 “emes” quando tratamos de marketing. Inicialmente abordaremos os dois primeiros:

Mídia
A próxima decisão mais importante é a mídia. Se você está lançando uma nova marca, sua escolha óbvia é RP.
É exatamente assim que Howard Schultz construiu a marca Starbucks. “É difícil lançar um produto por meio de publicidade porque os clientes não prestam atenção como no passado”, disse.

Nesses primeiros dez anos, a rede investiu apenas US$ 10 milhões em publicidade. E lançou sua primeira campanha para a TV aos 26 anos de operação.

Muitos gerentes de marca acreditam que uma campanha deva espalhar os recursos de marketing sobre um conjunto de mídia. Achamos que isso está errado.

Cada meio tem suas vantagens e desvantagens. Para eficiência máxima, acreditamos que uma campanha de marketing deva focar o meio que funciona melhor para seu produto ou serviço.

Cinco anos atrás, o departamento médio de marketing investia 38% de seu budget publicitário em TV. Ano passado, esse mesmo núcleo destinou a mesma porcentagem à TV.

A tendência digital é boa ou não? Depende do produto. Cada produto ou serviço funciona melhor em um determinado meio.

A TV é melhor para marcas de mercado de massa, marcas que possam utilizar demonstrações de produto para concorrer com as rivais.

Impresso funciona melhor para marcas de luxo como relógios e joias.

Rádio é melhor para marcas com mensagens verbais mais fortes, especialmente se a mensagem pode ser expressada em rima ou aliteração.

Internet é melhor para marcas pioneiras em novas categorias. E marcas lançadas na internet com campanhas de vídeo, não apenas mensagens de texto.

mensagem
O marketing mix termina com a seleção da mensagem. Uma única ideia expressada em um meio com apenas um target.
Com que frequência isso ocorre? Quase nunca. Por quatro motivos.

Merchandise é a mistura de muitos produtos e serviços. Pegue as quatro montadoras líderes: Ford, Chevrolet, Toyota e Honda. Todas fazem todos os tipos de veículos.

Mercado. Quando se faz tudo sob o nome de uma única marca, você não tem um target no qual mirar. É preciso atirar para todos os lados.

Mídia. Uma linha ampla de produtos para todo mundo não pende para meio específico algum. Para promover uma linha vasta de produtos é necessário ter opções de mídia.

Mensagem. Não surpreende que os slogans de quatro das maiores marcas de automóveis são:

Ford: “Go Further”.
Chevrolet: “Find new roads”.
Toyota: “Let’s go places”.
Honda: “The power of dreams”.

Ano passado, essas quatro marcas investiram um montante de US$ de 2,4 bilhões em publicidade. Talvez essas quatro marcas possam aderir a essa lógica de marketing mix.

Fonte: www.meioemensagem.com.br