Estratégias de marketing aliadas a comunicação

Com o processo de globalização da comunicação se acentuando devido às evoluções tecnológicas, as organizações necessitam de estratégias mercadológicas para competir e sobreviver no cenário organizacional. Isto implica na integração da comunicação para atingir os objetivos de marketing.

Quando uma empresa define seu planejamento estratégico, ali são estabelecidos os objetivos de marketing que serão trabalhados durante um período tanto no âmbito tático quanto no operacional. Para atingir os objetivos de marketing é imprescindível traçar os objetivos de comunicação. Por exemplo: se uma empresa pretende aumentar suas vendas em 30% e os lucros em 10%, logo os objetivos de comunicação terão que auxiliar o aumento do número de clientes potenciais e manter os clientes atuais. E criar motivações para a equipe de vendas elevar a comercialização de produtos e serviços.

Para isso, os elementos do composto de comunicação são definidos com a finalidade de sustentar os objetivos de marketing. Segundo Palmer (2006) existem oito elementos: publicidade, vendas e gerenciamento de vendas, promoção de vendas, relações públicas, patrocínio, marketing direto, marketing online e propaganda.

Por sua vez, a publicidade tem caráter pago para a veiculação da mensagem em meios de comunicação, as vendas e os gerenciamentos delas ocorrem no âmbito face a face ou telemarketing, as ações promocionais acontecem no ponto de vendas, as relações públicas consistem na divulgação institucional da empresa, o patrocínio é uma modalidade variada de apoio financeiro da empresa para projetos que abarcam as áreas cultural, social, etc., o marketing direto também trabalha no ponto de venda (PDV); mas ainda lida com ações com o cliente fora do PDV, o marketing online são ações na esfera da internet e a propaganda tem cunho gratuito, pois é a recomendação espontânea do consumidor diante de sua satisfação com a marca.

Sabe-se que há mais elementos, mas a tentativa do raciocínio é demonstrar que o mais relevante dentro da temática volta-se para a comunicação integrada de marketing (CIM). Assim, para Churchill e Peter (2010) é uma abordagem que combina os elementos do composto de comunicação em um todo coerente para fornecer maior clareza e impacto na comercialização. Com isso, percebe-se que uma comunicação desvinculada pode oferecer mensagens contraditórias, e direcionar o trabalho estratégico de uma organização para rumos indesejáveis.

Então, ressalta-se que cada situação requer elementos de comunicação baseado na estratégia de marketing, assim como os meios de divulgação da mensagem são pensados para alcançar o mercado-alvo.

Portanto, a CIM surge da necessidade de lidar com contextos complexos e dinâmicos mantendo a unidade dentro dos esforços comunicacionais e de marketing, para instituir e manter relacionamento com os consumidores.

 

Por Rafaela Barbosa, professora do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC-RS). Mestre em Ciências da Comunicação. MBA em Gestão de Negócios. Graduada em Publicidade e Propaganda.

Foto: Divulgação.