Diferenciais que o seu concorrente não pode ter

São cada vez mais raros os segmentos de mercado onde há pouca ou nenhuma concorrência. Essa competição cada vez mais acirrada obriga empresas e empresários a encontrar diferenciais e vantagens competitivas que efetivamente façam a diferença para seus clientes.

Michael Porter, autor de conhecidas obras sobre estratégia e competitividade explicou no livro Vantagem Competitiva (1985) que as empresas optam por dois caminhos estratégicos genéricos básicos: a busca pela vantagem em custos ou por uma estratégia de diferenciação. Evidentemente, não há uma resposta única e absoluta sobre qual caminho estratégico um negócio deva adotar. A definição sobre o posicionamento estratégico é uma tarefa da empresa e das pessoas que trabalham por ela, logicamente, essa resolução é de alta importância para o futuro, sucesso e longevidade do negócio.

Para auxiliar na definição do posicionamento estratégico, o escritor e Consultor australiano Brian Sher ensina que uma concorrência efetiva exige quatro vantagens competitivas sustentáveis. O seu entendimento permite aos operadores de negócios a construção de vantagens sólidas em relação aos seus concorrentes. Os quatro pontos elencados por Sher são relacionados a seguir e comentados pelo organizador do presente texto.

Conhecimento: a diferenciação começa pelo entendimento geral sobre todos os aspectos relacionados ao negócio, incluindo aí o conhecimento sobre a própria empresa, o mercado em que ela se insere e, especialmente, sobre os desejos e necessidades dos clientes. Conhecimento gera inovação e diferenciais que não podem ser copiados facilmente.

Pessoas: o mundo é feito de pessoas e, obviamente, as empresas são feitas de gente. É através dos seres humanos que as inovações são construídas. A empresa e os seus gestores devem cuidar de sua gente em todas as frentes do negócio. São as pessoas que geram conhecimento e são elas que fazem com que os diferenciais da empresa se tornem realidade.

Marketing: é preciso esclarecer que o Marketing vai muito além da propaganda, ele é a máquina que comanda os negócios, é através do marketing que a empresa define suas táticas de venda, promoção dos seus produtos e serviços e, principalmente, de aproximação com o cliente. Boas estratégias de marketing levam o cliente até a porta da empresa, podendo gerar uma interação significativa com a marca.

Processos: definem a “mecânica” do negócio, é através de processos que um negócio realiza todos os seus procedimentos, tanto internos quanto externos. Processos bem ajustados proporcionam fluidez ao negócio, auxiliando consideravelmente para que uma empresa possa diferenciar-se em seu segmento.

Finalmente, é importante destacar que definir ou encontrar os diferencias do negócio é crucial para a manutenção do sucesso, Jack Welch, que foi presidente da General Eletric por duas décadas, disse certa vez: “Se você não tem uma vantagem competitiva, não compita”. Essa afirmação é de uma sinceridade quase brutal e deve estar na mente de todo profissional relacionado ao mundo dos negócios.

Fonte: Administradores.com.br | Foto: Divulgação.