Dicas infalíveis para vender mais pela internet

Saber como vender mais pela internet é o principal desafio enfrentado por e-commerces de qualquer nicho ou tamanho, principalmente diante da crescente concorrência entre lojas online no país.

Conquistar essa façanha não é tarefa das mais fáceis: envolve a realização de um minucioso planejamento financeiro, estratégias inovadoras de marketing e até mesmo um processo logístico bem alinhado. No entanto, pequenas ações também são capazes de proporcionar um diferencial competitivo e aumentar a taxa de conversão do seu negócio.

Conheça abaixo os principais pontos que merecem sua atenção para ter um empreendimento online bem-sucedido.

Como vender mais pela internet e expandir seu negócio

Embora não exista uma fórmula mágica para vender mais pela internet, separamos as boas práticas de grandes varejistas que podem ajudá-lo nessa tarefa.

1. Atraia mais clientes

Existem muitas maneiras de atrair clientes para a sua loja virtual investindo em publicidade e conteúdo. No marketing digital, os tipos de aquisição de tráfego podem ser classificados como:

  • Orgânico: o envolvimento orgânico ocorre por interesse do visitante e geralmente depende de esforços em Search Engine Optimization (SEO) ou viralização de conteúdos em redes sociais.
  • Pago: o tráfego pago para o seu site é originado das campanhas que envolvem investimento em publicidade, tanto em mecanismos de pesquisa quanto em redes sociais.

Entre os canais, podemos listar inúmeras maneiras de atingir resultados e vender mais pela internet: anúncios do Google (Shopping, Display e AdWords), anúncios em redes sociais, jornadas de e-mail marketing e estratégias de SEO são alguns dos exemplos mais utilizados por grandes varejistas online.

Ao invés de apostar em um só canal ou tipo de aquisição, diversificar os canais permite que a sua loja virtual esteja com os clientes em estágios distintos de interesse pelos seus produtos. Assim, é possível estar presente quando o cliente procura uma informação e encontra o seu conteúdo espontaneamente e quando a sua loja procura o cliente com anúncios.

Note que nem sempre atrair mais clientes é sinônimo de vender mais pela internet: se a sua loja investir em publicidade sem se atentar aos demais detalhes listados abaixo, o investimento pode ser em vão.

2. Tenha imagens de qualidade do seu produto

Frequentemente, os produtos e a confiabilidade de um e-commerce são julgados pela qualidade das imagens divulgadas, por isso é tão importante ter fotos bonitas e que mostrem detalhes do objeto. Uma pesquisa conduzida pela BaseKit, nos Estados Unidos, entrevistou 577 consumidores de e-commerces e revelou que 70% deles não confiam em uma loja virtual que não investe em uma boa apresentação da marca dos produtos.

Isso não é apenas por questão estética. Apresentar seus produtos com imagens que reflitam boa aparência pode representar aumento na conversão de vendas, o que é bem significativo se você também disponibiliza seus produtos em marketplaces – em que sua marca é exposta ao lado dos seus concorrentes – ou em plataformas visuais como o Pinterest e o Instagram.

Ou seja, para transformar visitantes em compradores você precisa mostrar seus produtos da melhor forma possível.

3. Dê atenção às descrições dos seus produtos

Acredite, as descrições dos produtos são essenciais para você vender mais pela internet, pois têm o papel de transmitir informações que convençam os visitantes da sua loja de que aquele é o produto certo.

Ofereça tanto a versão concisa quanto a longa. A versão mais curta deve captar a essência do objeto de acordo com quem você quer atingir: pense em para quem é aquele produto e por que ele é tão bom. Já a versão mais longa deve oferecer o máximo de informações para que o visitante não tenha nenhuma dúvida sobre o produto e os procedimentos do seu e-commerce. Se o seu potencial cliente não for totalmente convencido, pode simplesmente ignorar seu produto e sair do seu site.

Na categoria “vestidos”, a Amazon dos Estados Unidos oferece uma versão enxuta da descrição com tamanhos disponíveis, cor, preço, tipo de tecido, forma de lavar, a opinião de quem já comprou, além de um guia de tamanhos para o visitante conferir suas medidas em comparação com as do produto.

Quando o usuário clica em “detalhes”, uma nova página é aberta com informações completas sobre procedimentos de trocas e devoluções.

Além disso, outro ponto merece sua atenção: um e-commerce pode ter muitos produtos parecidos e, por isso, acaba utilizando a mesma descrição em diferentes produtos, mudando apenas alguns detalhes. Mas apesar de oferecer comodidade, essa prática não é recomendada.

Como o Google tem levado cada vez mais em consideração o conteúdo de uma página para melhorar o ranqueamento nos resultados de pesquisa, puxar informações do produto a partir de um banco de dados ou copiar as informações do fornecedor pode causar problemas de duplicidade de conteúdo e derrubar a visibilidade da sua loja nos motores de busca.

4. Invista em vídeos

As imagens são fundamentais para uma loja virtual vender seus produtos, mas tudo indica que o vídeo é o futuro. Fotos têm as suas limitações, enquanto o vídeo é o próximo passo para transmitir sensação de proximidade com as pessoas.

A Amazon utiliza esse recurso com primazia: no exemplo da página citada acima, além de fotos de todos os ângulos dos produtos, no canto esquerdo o internauta pode conferir um rápido vídeo de uma modelo com o vestido.

Você pode aproveitar os vídeos para adicionar aspectos interessantes às características do seu produto e explicar como ele pode ser utilizado.

 

 

Fonte: www.mandae.com.br