Descoberta de produtos em dispositivos móveis já faz parte da jornada de consumo

Descoberta de produtos em dispositivos móveis já faz parte da jornada de consumo. Hoje, os dispositivos móveis estão presentes na vida das pessoas, seja quando elas acordam, quando estão no trabalho ou antes de dormir.

Toda essa conectividade mudou as formas de comunicação, interação e compras. Por isso é importante que a sua marca considere isso na hora criar campanhas para o seu público-alvo.

Atualmente, mais de 3 milhões de aplicativos estão disponíveis para instalação em dispositivos móveis, sendo que 83% deles se encaixam na categoria de comunicação, segundo a consultoria Global Mobile Application Market.
Nesse cenário, 75% dos brasileiros têm preferência por quatro aplicativos — entre eles o Facebook, o Instagram e o Messenger —, segundo a pesquisa e Marketer de 2015. Exemplo dessa mudança de comportamento é a jornalista Gabriela Navalon. “Costumo acessar o Instagram várias vezes ao longo do dia, enquanto no Facebook fico conectada o dia todo”, diz.
A descoberta é a chave da conversão 
Para a sua marca, essa é a chance de fazer parte da conversa em nossas plataformas, porque 99% das pessoas afirmam que leem publicações das marcas no Facebook, segundo nossos dados internos de agosto de 2015 — e isso faz com que o processo de descoberta esteja nas mãos de pessoas reais e não de cookies. “Procuro estar em contato com as marcas para ver o que está em alta, gosto de ver promoções e estar informada quanto as novidades de cada empresa”, diz Gabriela.
O Feed é o local de descoberta e promover a sua marca no Facebook e no Instagram é ter a oportunidade de transformar uma história em resultado de negócio. “Já descobri muitos produtos e muitas marcas por meio dessas plataformas. Muitas vezes, isso acontece no Feed, seja em uma publicação de amiga ou anúncio”, afirma a jornalista.
Aproveitando que 43% dos consumidores na América Latina assistem vídeos de produtos que querem comprar no Facebook, segundo nossa pesquisa Connected Shoppers, a Seda, por exemplo, tinha o objetivo de aumentar as vendas de cremes de pentear no mercado brasileiro.
Para isso, criou uma campanha estratégica com 36 vídeos de tutoriais de penteado para o público-alvo no Facebok. No final, a marca teve um aumento de 9% na intenção de compra entre os impactados.
Além disso, é importante destacar que o momento de descoberta também acontece por meio de indicações de amigos ou familiares. Prova disso é que 78% das pessoas publicam recomendações de produtos e serviços na plataforma do Facebook. E foi graças a uma dessas publicações que a loja Rei do iPhone conseguiu ampliar o seu negócio e triplicar o número de funcionários.
Vale ressaltar que 81% das pessoas tiveram alguma ação após serem expostas a uma publicação no Instagram e 27% visitaram um site para se informar depois de ver um anúncio na plataforma, segundo a pesquisa Crowd DNA comissionada pelo Facebook.
Esse processo de descoberta permite compreender que a nova jornada de compra do consumidor acontece em múltiplos dispositivos. Hoje, é comum descobrir um produto no smartphone e finalizar em outro dispositivo.
Essa ação acontece com 75% das compras online, segundo a pesquisa Connected Shoppers. Para efetividade da sua marca, é necessário que suas campanhas estimulem uma reação dos impactados. Pense nisso!